Programação completa para culto Infantil

segunda-feira, janeiro 06, 2014

 Historias Bíblicas e Moral para um trimestre


A paz gente novamente peço desculpas pelo sumiço.
Lá vamos nós dessa vez , eu trouxe uma programação de três meses para culto infantil .Algumas histórias foram retirada da NET , e como é difícil encontrar esse tipo de material, e outras de um livro, bom, está bem mesclado então eu vou dar credito somente ao site que eu copiei uma programação completa para o maternal http://departamento-infantil.blogspot.com.br/p/apostila-para-o-maternal.html aproveitando vamos começar por ele.






DEUS ME PROTEGE

I. Leitura Bíblica: 1 Samuel 19. 8-18 (Leia o texto na Bíblia)
“E tornou a haver guerra; e saiu Davi, e pelejou contra os filisteus, e feriu-os com grande matança, e fugiram diante dele. Porém o espírito mau da parte do SENHOR se tornou sobre Saul, estando ele assentado em sua casa, e tendo na mão a sua lança; e tocava Davi com a mão, a harpa. E procurou Saul encravar a Davi na parede, porém ele se desviou de diante de Saul, o qual feriu com a lança a parede; então fugiu Davi, e escapou naquela mesma noite. Porém Saul mandou mensageiros à casa de Davi, que o guardassem, e o matassem pela manhã; do que Mical, sua mulher, avisou a Davi, dizendo: Se não salvares a tua vida esta noite, amanhã te matarão. Então Mical desceu a Davi por uma janela; e ele se foi, e fugiu, e escapou. E Mical tomou uma estátua e a deitou na cama, e pôs-lhe à cabeceira uma pele de cabra, e a cobriu com uma coberta. E, mandando Saul mensageiros que trouxessem a Davi, ela disse: Está doente. Então Saul tornou a mandar mensageiros que fossem a Davi, dizendo: Trazei-mo na cama, para que o mate. Vindo, pois, os mensageiros, eis que a estátua estava na cama, e a pele de cabra à sua cabeceira. Então disse Saul a Mical: Por que assim me enganaste, e deixaste ir e escapar o meu inimigo? E disse Mical a Saul: Porque ele me disse: Deixa-me ir, por que hei de eu matar-te? Assim Davi fugiu e escapou, e foi a Samuel, em Ramá, e lhe participou tudo quanto Saul lhe fizera; e foram, ele e Samuel, e ficaram em Naiote.”
II. De professor para professor
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é fazer com que a criança compreenda que Deus é o nosso protetor.
v  A palavra – chave é “PROTEÇÃO”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que o Deus nos protege do trovão, do cachorro...
III. Conversando com o professor

Por que Davi matou Golias, o povo começou a cantar “Saul matou os seus milhares, e Davi os seus dez milhares! “Saul aborreceu-se por Davi ter se tornado tão popular; na verdade, parecia que todos gostavam mais de Davi do que dele. Isto deixou Saul com ciúme. Este ciúme o transformou numa pessoa cruel e traiçoeira. Durante anos, ele tentou matar Davi. Devemos tomar cuidado e contentar-nos com o que Deus fez por nós, e não nos tornar ciumentos dos outros.
IV. Sugestões
Sente-se com as crianças em circulo. Providencie visual e mostre os mesmos e faça algumas perguntas às crianças. Sugestões de perguntas: “O que as pessoas diziam quando Davi passava?” Isso mesmo, elas diziam “Davi é campeão!” (Leve-as a repetir o refrão.) “Quem ajudou Davi a escapar pela janela?” “Quem protegeu Davi?” “Quem nos protege?”. Repita e peça que elas também repitam o tema da lição estudada.


                                               
DEUS ME PROTEGE NA TEMPESTADE
I. Leitura Bíblica: Marcos 6. 45-51 (Leia o texto na Bíblia)
“E logo obrigou os seus discípulos a subir para o barco, e passar adiante, para o outro lado, a Betsaida, enquanto ele despedia a multidão. E, tendo-os despedido, foi ao monte a orar. E, sobrevindo a tarde, estava o barco no meio do mar e ele, sozinho, em terra. E vendo que se fatigavam a remar, porque o vento lhes era contrário, perto da quarta vigília da noite aproximou-se deles, andando sobre o mar, e queria passar-lhes adiante. Mas, quando eles o viram andar sobre o mar, cuidaram que era um fantasma, e deram grandes gritos. Porque todos o viam, e perturbaram-se; mas logo falou com eles, e disse-lhes: Tende bom ânimo; sou eu, não temais. E subiu para o barco, para estar com eles, e o vento se aquietou; e entre si ficaram muito assombrados e maravilhados;”
II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é fazer com que a criança vença o medo de chuvas e trovões, crendo que Deus a protege na tempestade.
v  A palavra-chave é “TEMPESTADE”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que Deus nos protege na tempestade.
III. Para refletir
Os discípulos ficaram surpreso ao ver Jesus caminhando sobre as águas. Mas deveriam saber que Ele os ajudaria quando estivessem em dificuldades. Embora tivessem perdido Jesus de vista, Ele não os perdeu. Sua preocupação com os discípulos venceu a falta de fé que demonstraram. Da próxima vez que estiverem em “águas profundas”, lembre-se que Cristo conhece sua luta e se preocupa com você.
Os discípulos tinham medo, mas a presença de Jesus acalmou seus temores. E nós, tentamos resolver sozinhos os problemas ou permitimos que Jesus nos ajude? Em ocasiões de medo e de incerteza é muito tranqüilizador saber que Cristo está sempre conosco (Mt 28.20). Reconhecer a presença de Cristo é o melhor antídoto para o medo.
IV. Sugestões 
Sente-se com as crianças em círculo. Providencie o visual. Mostre os mesmos e faça algumas perguntas: 

“Por que os discípulos estavam com medo?” 
“Quem ajudou os discípulos?”
“Quem os discípulos pensaram que Jesus fosse?”
“Quem nos protege?” Jesus protegeu os discípulos no meio de uma tempestade.





                                                  
DEUS NOS PROTEGE DO MAL
 I. Leitura Bíblica: 1 João  5.18; Lucas 22.31,32 (Leia o texto na Bíblia)
1 João 5.18 – “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.”
Lucas 22.31,32 – “Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirmas teus irmãos.”
II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é fazer com que a criança aprenda que é filha de Deus, por isso o Diabo não lhe pode fazer mal.
v  A palavra-chave é “MAL”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que Deus nos protege de todo o mal.
III. Para refletir
Para o nosso fortalecimento espiritual, vamos meditar mais profundamente no versículo desta semana? Na lição, passamos apenas aquilo que uma criança do maternal é capaz de digerir em uma aula. Entre nós, porém, o alimento pode ser mais sólido, não é mesmo? O versículo completo diz: “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não o toca” (1 Jo 5.18). Vejamos o que a Bíblia de Aplicação Pessoal diz sobre este texto: É claro que os crentes cometem pecados, porém involuntariamente. Pedem a Deus para perdoá-los, e então continuam a servir ao Senhor. Deus livrou-nos da escravidão de Satanás, e nos mantêm protegidos dos ataques contínuos dele. Graças a Deus! Pertencemos a Cristo é o maligno não tem poder sobre nossas vidas.
IV. Sugestões
Sente-se com as crianças. Mostre os visuais e faça algumas perguntas:
“O que Jesus estava dizendo para Pedro e João?” 
(R: Eu vou estar sempre com vocês.)
“O Diabo queria o bem de Pedro e João?”
(R: Ele queria fazer mal para Pedro.)
“Jesus protegeu Pedro?”
(R: Sim.)
“Quem nos protege?”
O Diabo é o Maligno. Ele está sempre tentando nos fazer mal. Mas Jesus está sempre pedindo a Deus para nos guardar.



                                                                                                      
DEUS ME PROTEGE DA NOITE
I. Leitura Bíblica Êxodo 13.1-22 (Leia o texto na Bíblia)
II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é fazer com que a criança não tenha medo do escuro.
v  A palavra-chave é “NOITE”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que Deus nos protege durante a noite.
III. Para refletir
Para o nosso fortalecimento espiritual, vamos meditar no versículo desta semana? Na lição, passamos apenas aquilo que uma criança do maternal é capaz de digerir em uma aula. Entre nós, porém, o alimento pode ser mais sólido. O versículo completo diz: “Porém eu cantarei a respeito do teu poder; de manhã louvarei bem alto o teu amor, pos tu tens sido uma fortaleza para mim, um refúgio nos meus dias de aflição” (Sl 59.16). Vejamos o que a Bíblia de Aplicação Pessoal diz sobre este texto: “Esse cântico expressa a segurança na proteção continua de Deus. Mesmo sendo o Todo-Poderoso Deus cuida de nós. Nada o intimida. Nos braços do Pai Celeste estamos seguros. Nunca seremos grandes a ponto de não precisarmos do incansável cuidado e a proteção de Deus para com a nossa vida.
Deus é a nossa proteção! Ele tem cuidado de nós. Lembre-se: “É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem” (Sl 118.8).
IV. Conversando com o professor
v  Deus colocou as colunas de nuvem e de fogo como evidência da sua presença, do seu amor e do seu cuidado por Israel. A presença da nuvem e do fogo permaneceu entre eles até chegarem à terra prometida, quarenta anos mais tarde.
v  Os israelitas tinham a proteção de Deus durante sua caminhada no deserto. Professor, como povo de Deus também podemos contar com a mesma proteção. É preciso ter fé. A fé é a maior arma que existe na Terra. Mediante ela, todos os inimigos são derrotados. Mas, às vezes, o nível de fé vai diminuindo, passando a ser uma confissão vazia e aparente. Esse momento crítico é muito sério, pois passamos a ouvir as vozes falando para desistirmos. Nessa hora, precisamos tomar uma decisão — buscar mais a Deus. É hora de oração. É falando com Deus que as promessas são avivadas e o nível da fé é aumentado.
V. Sugestões:
Algumas perguntas às crianças:
(Continua na outra página.)
“Quem estava viajando a noite?”
 (R: O povo de Deus.)
“O que Deus enviou para guardar o povo durante a noite?”

(R: Ele enviou uma coluna de fogo.)

“Do que você tem medo?”

(R: A resposta é pessoal. Ouça com muita atenção as respostas para que você possa fazer a aplicação do ensino.)


“Quem nos protege?”

Recorde como Deus protegeu o povo de Israel no deserto, à noite: Deus ia adiante deles numa coluna de fogo, alumiando o caminho e afastando os perigos. Repita: À noite, enquanto você dorme Deus o protege.
Leve a classe a agradecer a Deus por sua proteção à noite. Faça a seguinte oração:
 “Papai do céu, a noite é tão escura! Mas eu não tenho medo, porque foi o Senhor quem fez o escuro. Muito obrigado por me proteger enquanto eu durmo. Em nome de Jesus, amém!”


                                                     
DEUS ME PROTEGE DE DIA
I. Leitura Bíblica Êxodo 13.17-22 (Leia o texto na Bíblia)
II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é que a criança aprenda que Deus nos protege de qualquer perigo que nos ameace durante o dia.
v  A palavra-chave é “DIA”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que Deus nos protege durante o dia.
III. Para refletir
O Senhor ia adiante do seu povo em uma coluna, como presença da majestade divina. Aqueles a quem Deus leva a um deserto não serão por Ele abandonado, nem deixará que se percam ali, mais cuidará de guiá-los na travessia. Foi uma grande satisfação para os israelitas terem a segurança de estarem sob a direção divina. Aqueles que têm como objetivo glorificar a Deus, como determina a sua Palavra, e confiar no Espírito Santo como guia de seus afetos, e à providência de Deus como guia de seus assuntos, pode estar seguros de que o Senhor irá adiante deles, ainda que não possam ver: devemos agora viver por fé.
IV. Conversando com o professor
Com a maturidade, a criança, em geral, lida melhor com as situações difíceis. Tem medo do abandono, mas lida bem com a idéia de morte e faz perguntas diretas a esse respeito, especialmente se perde um amigo, parente ou animal de estimação, o melhor a fazer é ser honesto, mostrar que entende a sua dor, e deixá-la viver o luto. Com relação ao medo, ela mostra-se mais corajosa, mas ainda é perfeitamente razoável que ela procure o conforto da luz, a cama dos pais, e certificar-se de que há adultos por perto.
Como já tem idade para entender as conseqüências das brigas, a criança também pode ficar com medo de que o conflito entre seus pais termine em separação e divórcio. Muitas vezes ela pode se responsabilizar pelo conflito, culpando-se pelos problemas. Pode vir a achar que está em seu poder solucionar o conflito, que seu papel é manter a família unida, no que deve ser refutada pelos pais, já que esta tarefa é deles!”
V. Sugestões de perguntas:
 “Como é que Deus protege à noite seu povo?” (R: Isto mesmo! Durante a noite, Deus vai adiante deles numa coluna de fogo.) “Como Deus protege o seu povo durante o dia?” (R: Deus os protege com uma nuvem.) “O que você tem medo durante o dia?”
(R: A resposta é pessoal.)
Recorde como Deus protegeu o povo de Israel no deserto durante o dia: Deus ia adiante deles numa nuvem. A nuvem não os deixava sentir calor. Ficava bem fresquinho. Repita: Durante o dia, enquanto você brinca Deus o protege.

                                                  
DEUS ME PROTEGE EM CASA

I. Leitura Bíblica Provérbios 24: 15 (Leia o texto na Bíblia)
“Não armes ciladas contra a habitação do justo, ó ímpio, nem assoles o seu lugar de repouso”
II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é que a criança aprenda que Deus nos guarda de todo o perigo.
v  A palavra-chave é “CASA”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que Deus nos protege em nossas casas.
III. Para refletir
O nosso adversário procura armar ciladas, mas o Senhor nos guarda de todos os males. E é Ele que acampa os seus anjos para nos guardar de dia e de noite, até mesmo quando estamos dormindo o Senhor está de guarda.
Por intermédio da Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, aprendemos que Deus sempre segura firmemente aqueles que nEle confiam. Paulo experimentou a proteção de Deus quando seu navio foi arrastado pelo tempestuoso e obscuro mar Mediterrâneo, e os discípulos conheceram o poder do Senhor sobre as grandes tempestades.
Quando confiamos nos momentos mais desesperadores, também descobrimos sua fidelidade para conosco.
Professor, se você está atravessando uma fase difícil, não desanime! As circunstâncias que encaramos como revezes são, na maioria das vezes, o que nos lançam em fases de intenso crescimento espiritual.

IV- Sugestões:
Converse com as crianças sobre suas casas, e mostre para elas que Deus guarda a casa e todos que moram nela, assim como guarda o seu coração.



                                                    
DEUS ME PROTEGE AO BRINCAR

I. Leitura Bíblica: 1 Samuel  1.20-28 (Leia o texto na Bíblia)

II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é que a criança aprenda que Deus a protege enquanto brinca.

v  A palavra-chave é “BRINCAR”. Durante o decorrer da aula diga às crianças que Deus as protege enquanto brincam, seja em casa ou na creche.

III. Para refletir
Conversar sobre Samuel que foi uma criança assim como elas. E que mesmo indo morar no templo com o profeta Eli, não deixou de ser criança e brincar. Com certeza ele brincava de corre-corre, de esconde-esconde, de carrinho, etc. Mas também dedicava tempo para os estudos, aprendendo a ler e a escrever na Bíblia.

IV. Sugestões
Algumas perguntas às crianças: 
“Por que Samuel estava triste?” 
(R: Isto mesmo! Ele tinha que morar longe da mamãe.)
“Samuel precisava ficar com medo?”
(R: Não! Deus protege Samuel. Ele também protege você.)
“Quem mora com Samuel no templo?”
(R: O pastor Eli.)

Recorde como Deus protegeu Samuel. Ele protege você também ao brincar. Mesmo se o papai e a mamãe não puderem ficar em casa com você, Deus o protege. Repita com as crianças: Deus o protege ao brincar.
                                                   
DEUS PROTEGE A MINHA FAMILIA
I. Leitura Bíblica: Gênesis 6.13 — 8.22

II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é fazer com que a criança compreenda que Deus protege as nossas famílias.

v  A palavra-chave é “FAMÍLIA”. Durante o decorrer da aula diga às crianças: “Deus protege o papai, a mamãe, o irmão, a irmã, e protege você também”.
III. Para refletir
Na Bíblia podemos citar diversos exemplos do cuidado de Deus com as famílias. Um deles, que desejamos partilhar com você, está narrado  no livro de Gênesis  a partir do capítulo 41  em que José desvenda os sonhos de Faraó e o alerta que após sete anos de fartura, haverá grande fome que consumirá  a terra. Diante desta situação, o líder  do Egito decide acatar a sugestão de José e o coloca como responsável em comandar  todo o povo para estocar alimento nos sete anos de bonança. Quando chegou o período da grande fome, toda a nação egípcia estava salva da terrível fome. Deus, na sua soberania, havia usado José através do dom de interpretação de sonhos para salvar famílias do Egito e de outras nações e nisto também estava incluso a sua própria família, como está relatado em Gênesis 42. Seus irmãos descem ao Egito para comprar alimento. No desenrolar dos acontecimentos sua família vai mais tarde para o Egito. Deus usa as situações mais difíceis para mostrar o quanto Ele zela por aqueles a quem ama.
Não acontece conosco também? Quantas vezes você já ouvi falar na sua igreja, de casos e testemunhos em que famílias não tinham alimento algum em suas dispensas? Que estavam passando por situação de privação de moradia  e Deus  usou,  despertou e compungiu pessoas e enviou-as para ajudar dando-lhes a provisão necessária. Deus faz isto e muito mais.
As famílias estão no coração de Deus. Afinal, foi projeto de Deus a criação da família que se iniciou lá no jardim do Éden com o casal Adão e Eva. Deus cria e também cuida da sua criação. O seu cuidado está além do que pedimos ou imaginamos.
No livro “...e fez Deus a família”, o autor Estevam Ângelo declara que: ”A proteção de Deus impede que a ação do inimigo destrua a vida em família”. Devemos sempre reconhecer as nossas limitações e nos colocarmos na dependência total do Senhor, entendo que Ele é quem resguarda o nosso lar.
IV- Sugestões:
Leve cântico que fale sobre família.
                                                 
 DEUS CUIDA DE MIM
I. Leitura Bíblica: Salmo 23 (Leia o texto na Bíblia)
II. De professor para professor 
v  Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é fazer com que a criança compreenda que Jesus é o nosso Pastor, por isso, podemos confiar no seu cuidado e proteção.

v  A palavra-chave é “CUIDADO”. Durante o decorrer da aula diga às crianças: “O Senhor Jesus cuida sempre de vocês. Ele nos dá tudo que precisamos.”
III. Para refletir
Ovelhas não são espertas. Elas tendem a vagar pelas correntezas em busca de água, e então sua lã se torna pesada, fazendo com que se afoguem. Elas precisam de um pastor para levá-las a “águas tranqüilas” (Sl 23.2). As ovelhas não têm defesas naturais; como garras, chifres ou presas. São fracas. Precisam de um pastor com uma vara e um cajado para protegê-las (Sl 23.4). Elas não possuem senso de direção. Precisam de alguém para guiá-las pelas “veredas da justiça” (Sl 23.3).
Assim somos nós. Também temos a tendência de nos aproximar de águas que deveríamos evitar. Não temos defesa contra o leão que está ao nosso derredor, buscando a quem possa tragar. Também ficamos perdidos.
Precisamos de um pastor. Precisamos que se aproxime e nos guie. E temos um. Alguém que nos conhece pelo nome.


IV. Sugestões
Mostre os visuais e converse com eles. Utilize um quebra cabeça de ovelha, deixe que elas se socializem.



                                                     
DEUS DÁ AMIGOS


I. Leitura Bíblica: Atos 18.1-3,18,19 (Leia o texto na Bíblia)
II. De professor para professor
v  Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de agradecer a Deus pelos amigos. Aproveite a oportunidade para ensinar aos pequeninos que precisamos saber escolher nossos amigos. Explique que podemos ter muitos amigos, mas Jesus deve ser o nosso melhor Amigo.


v  A palavra-chave da aula de hoje é “AMIGO”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Deus nos dá amigos”.

III. Para refletir
 Áquila e Priscila tinham o dom da amizade. E você tem sido um bom amigo?   Como você tem tratado aquela jovenzinha que começou a trabalhar no departamento infantil? E aquele seminarista recém formado? Você tem visto neles um instrumento de Deus, com uma missão particular, ou tem sucumbido ao ciúme de sua vitalidade? Tem incentivado, e procurado suprir o que lhes falta ministerialmente, ou tripudiado de sua inexperiência?
Apolo, por seu turno, aceitou com humildade a instrução do casal fabricante de tendas. Imagine o discípulo do grande historiador judeu, Filo, sentado aos pés de Priscila, numa época em que a mulher ocupava posição inferior, até mesmo na igreja. Ele não deixou que o despeito o cegasse como sucede a muitos; antes, reconheceram nela uma estudiosa das Sagradas Escrituras, dotada de discernimento espiritual, apta a ser uma cooperadora do evangelho e a fazê-lo compreender melhor a verdade.
Você, que está iniciando o seu ministério, faça como Apolo: não perca a oportunidade de adquirir sabedoria e conhecimento, mesmo que venham de alguém aparentemente sem importância.

IV. Sugestões
Sente-se com as crianças em círculo no chão da classe. Mostre os visuais e faça pequenos comentários sobre o mesmo. Depois faça algumas perguntas sobre os amigos. Pergunte: “Quem são seus melhores amigos?” “O que eles fazem por você?” “De que maneira Jesus é um bom amigo?” “O que Ele faz por você?”

                                                  
DEUS DÁ SALVAÇÃO
I. Leitura Bíblica: Romanos 3.23; 5.8(Leia o texto na Bíblia)

II. De professor para professor
v  Prezada professora, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “SALVAÇÃO”. O objetivo é que elas aprendam que Jesus é o único que pode nos salvar e venha tomar a decisão de recebê-lo como Salvador.

v  A palavra-chave da aula de hoje é “SALVAÇÃO”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Só Jesus Cristo salva”.
III. Para refletir
O tema da aula deste domingo é sobre a salvação. As crianças não compreendem o porquê de Jesus ter que morrer na cruz. Pensando nisso, hoje vamos tentar responder a esse questionamento de forma bem resumida. Por que Jesus teve de morrer?
O problema: Quando Adão desobedeceu a Deus, o pecado passou a toda a humanidade; pecamos e ficamos separados de Deus. A separação do Senhor produz morte espiritual e física. Com nosso esforço, nada podemos fazer para novamente nos unirmos a Deus. Por isto, Ele enviou Jesus para resgatar-nos para si.
Jesus, o Unigênito de Deus, encarnou, fez-se homem. E mesmo quando nessa condição, Ele nunca desobedeceu a Deus; não pecou. Somente Deus redime o pecador e restabelece a comunhão dele com o Deus Santo.
Jesus pode salvar-nos: Jesus livremente ofereceu sua vida por nós, morrendo na cruz em nosso lugar, tomando sobre si todas as nossas iniqüidades e salvando-nos do pecado, do juízo e da morte espiritual. Deus, em seu amor e justiça enviou Jesus para salvar-nos.
Os resultados: Jesus tomou sobre si todos os nossos pecados, para que pudéssemos ter uma vida em Cristo. Todos os nossos delitos são perdoados quando aceitamos Jesus como nosso Salvador e Senhor, então somos reconciliados com Deus. Isso é prova de que o sacrifício de Jesus em nosso lugar na cruz foi agradável a Deus. Sua ressurreição é a fonte de esperança da vida eterna para aqueles que crêem nEle e passam a ter uma nova vida em Cristo, desfrutando da comunhão com o pai.
IV. Sugestões
Mostre os visuais converse com eles e fale como é ser salvo. Convide-os para aceitar Jesus em suas vidas e faça uma oração com eles. 

                                                
JESUS ME AMA
I. Leitura Bíblica: João 3.16 (Leia o texto na Bíblia)
II. De professor para professor
v  Prezada professora, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “AMOR”. O objetivo é que elas aprendam que Jesus nos ama.
v  A palavra-chave da aula de hoje é “AMOR”. Então durante a aula repita a frase: “Jesus me ama e ama vocês também”.

III. Para refletir
Como prova de seu grande amor, Jesus se deu inteiramente por você. Como você tem retribuído todo esse amor? Como está o seu ânimo? Talvez você esteja cansada. Mas, com certeza tem feito tudo com muito amor. È o amor a Deus e pelos pequeninos que leva você a ficar horas e horas preparando o ambiente e as atividades.
Dá trabalho, mas a recompensa é grande. Você tem a responsabilidade de ensinar a uma nova geração sobre o amor do Pai e do Filho.
Você já parou para refletir sobre o amor de Jesus? Seu amor é inefável! Ele deseja que você reparta esse amor com o próximo. Plante uma semente de amor no coração de seus alunos. Cultive-a com um sorriso a cada domingo, com oração, com um muito obrigado, com um elogio, e veja o que vai acontecer.
Max Lucado diz que ao plantarmos sementes, as camadas de solo magoadas são removidas. Ele nos alerta dizendo: ”Nunca subestime o poder de uma semente.”
IV. Sugestões
Mostre a Bíblia e diga que é o Livro de Deus, e que nela tem várias histórias de amor. Que iremos aprender ao longo de nossas vidas. Depois mostre os visuais e fale para eles repetir: “Com a minha boca posso dizer Eu amo a Jesus.”
Depois ore com elas: “Obrigado, Jesus por seu Amor.”


Para crianças de 06 a 12 anos

Reverência na  Casa de Deus

Para saber mais leia: Mateus 21:12-17
Mensagem:
Deus se alegra quando somos reverentes.
Hora da História:
Certo dia, Jesus chegou em Jerusalém com os seus discípulos e dirigiu-se ao templo.
Ao se aproximar ouviu um barulho esquisito. Não era
som de hinos, nem de alguém pregando.Também não era o som de
alguém orando.Nada disso! Era um barulho estranho. À medida que
Ele se aproximava, começou a distinguir alguns sons.Ele ouviu o som de
algumas vacas mugindo ,de ovelhas balindo , de pombos , de pássaros ...
Como pode ter este barulho
na igreja? E havia também algumas pessoas gritando (Quem quer trocar
dinheiro pela moeda do templo? Um par de pardais por um asse! Um
casal de pombos por um ceitil! Uma ovelha por 5 ciclos do templo! Um
bezerro por 10 ciclos do templo!).
Pronto! Chega! Não precisamos fazer mais deste barulho todo.
Nossa que confusão, não é mesmo? Imaginem tudo isso na igreja,
na casa de Deus?
Quando Jesus chegou no Templo , Ele parou e olhou e viu que havia
uma verdadeira feira dentro do pátio.Alguns vendiam ovelhas, Uma
ovelha por 5 ciclos do templo!), outros vendiam pombos, Um casal de
pombos por um ceitil!)s, haviam aqueles que vendiam vaquinhas,
Uma vaquinha por 10 ciclos do templo!), outros vendiam pardais (til,til-
Um par de pardais por um asse!).E havia também os cambistas , que eram
homens que trocavam o dinheiro que as pessoas levavam pela moeda
do templo (quem quer trocar o dinheiro pela moeda do templo?).
Como vocês acham que Jesus se sentiu? Ele ficou muito triste! Ele
começou a expulsar aqueles animais do Templo:
Jesus também expulsou os vendedores e cambistas e disse: Aqui não
é o lugar de comércio!
Depois que todos os animais e vendedores saíram do templo, houve
um silêncio profundo.Jesus falou: A Minha Casa será chamada de Casa
de Oração”.
Crianças, a Casa de Deus, a Igreja, é um lugar em que devemos ser
reverentes. Não é o lugar para correr, nem para comer, nem para mascar
chicletes, nem para jogar papel picado no chão. Também não devemos
chupar balas, nem conversar. Não é para ficarmos entrando e saindo,
nem para fazermos barulho. A Igreja é o lugar para nós orarmos, estudarmos a Palavra de Deus e louvarmos ao Senhor, através dos hinos.
Jesus fica feliz quando nos comportamos bem em Sua igreja.Vamos orar
e pedir para Jesus nos ajudar a sermos reverentes na igreja ( finalizar orando com as
crianças)


Lia era uma linda menina. Era muito esperta e gostava de brincar. Ela também ia sempre à igreja com sua mãe. Mas Lia tinha um problema: toda vez que sua mãe mandava varrer a sala. Imaginem só! Lia ia bem escondidinha e jogava o lixo embaixo do tapete, e assim a sala nunca ficava realmente limpa, e a mãe dela logo descobria. Lia também não gostava nada de ter que arrumar a cama e dobrar os cobertores, ela sempre dizia:
— Quando eu for dormir eu vou bagunçar tudo de novo, então pra que devo arrumar?
A mãe de Lia insistia e então ao invés de dobrar os cobertores, Lia enrolava tudo e colocava no armário.
Quando a mãe dela chegava no quarto, pensava que estava tudo arrumadinho, mas quando abria o guarda-roupas... Ih! Já era. Lia não aprendia mesmo. Fazia tudo de qualquer maneira só para enganar a mamãe.
Um dia, quando Lia chegou da escola, foi direto ao seu quarto e começou a pular de alegria. Em cima de sua cama estava um grande e bonito embrulho com papel colorido e fitas encaracoladas. Lia ficou tão surpresa que não o abriu logo e ficou pensando o que poderia ser.
Pensou numa boneca de cabelos cacheados e com um vestidinho. Porém, para surpresa de Lia, quando abriu a caixa quase chorou ao ver uma boneca quase sem cabelos, toda suja e com vestido rasgado e feio. Que decepção!
Não demorou muito, a mãe de Lia veio abraçá-la explicando que muitas vezes também ficou chateada em ver tudo parecendo limpo e arrumado, mas que na verdade estava desarrumado e sujo. Lia entendeu a lição e procurou daquele momento em diante agir diferente.
Sabem, crianças, certa vez Jesus falou com um grupo de pessoas que achavam que a aparência era mais importante do que o que estava no coração. Eles lavavam cuidadosamente os copos e os pratos. Eles lavavam as mãos várias vezes antes de comer. Tinham todo o cuidado possível no preparo da comida. Eles achavam que assim estavam agindo certo. Assim eles estavam limpos. Mas eles não amavam a Deus. Eles não tinham amor por outras pessoas. Por fora estavam limpos, mas os corações estavam escondendo todo tipo de pensamento errado e sentimento feio. Em primeiro lugar, Deus quer um coração limpo.
Jesus não aceitou o comportamento falso, quer dizer, o de alguém fingindo ser uma coisa, mas, por dentro, ser outra. Ele não quer que as pessoas finjam ser boazinhas. Ele quer que as pessoas amem a Ele e ajam certo por amor. Deus conhece nosso coração e sabe tudo o que pensamos e sentimos, O que está dentro do coração é mais importante do que está do lado de fora.
Uma pessoa que vem à igreja e finge gostar de tudo, mas a semana inteira desobedece a Deus é alguém que está agindo como Lia, ou como as pessoas que Jesus criticou. Estão fingindo ser boazinhas, mas no fundo, no fundo não são. E você? Você está limpo por fora e por dentro?
(Extraído de Sugestões de Cultos para Crianças – Lições de Jesus – UFMBB – pp.62-63)







Era uma vez um menino chamado Toninho. Toninho morava perto de um rio e, por isso, gostava muito de barcos. Ele sempre fazia barquinhos de papéis, mas eles acabavam se desmanchando na água.

Um dia, enquanto caminhava pelas ruas da pequena cidade onde morava, ele viu na vitrine da loja, um barco bem bonito, do jeitinho que ele queria. Toninho entrou na loja e perguntou o preço do barco ao dono da loja. Era um valor muito alto e Toninho não tinha o dinheiro para comprar ao barco. Saiu muito triste da loja. Foi no caminho que teve uma idéia. Iria construir o seu próprio barco, mas não de papel, como das outras vezes. Agora ele iria construir um barco de madeira.
Por vários dias, Toninho, juntamente com o seu pai, construiu um lindo barco, o qual o término foi pintado com cores alegres.

Os olhos de Toninho brilharam de alegria ao ver o lindo barquinho colorido. Ficara lindo.
Com todo cuidado, Toninho colocou o barco no laguinho, que ficava perto do rio. E ali brincava alegremente com o seu barquinho.

Um dia, quando Toninho brincava com o seu barco, veio uma forte tempestade levou o barco de Toninho para o rio. Toninho tentou alcançar o barco, mas foi em vão. As águas estavam muito agitadas e levou o barco para longe. Toninho ficou muito triste. O pai até queria fazer outro barco, mas Toninho queria aquele, porque ele tinha gostado muito dele. Outro barco não seria a mesma coisa.

Toninho ficou a caminhar tristemente pelas ruas da cidade. Quando, de repente, ao olhar para uma vitrine de uma loja, viu um barquinho muito parecido com o seu. Ele entrou na loja e pediu ao vendedor para mostrar o barquinho. Toninho pegou o barquinho nas mãos e examinando-o cuidadosamente e concluiu:

- Esse é o meu barquinho.

O vendedor sorriu para o menino e disse:

- Esse barco pode ser seu garoto, mas tem que pagar o preço dele.

Toninho, entre lágrimas, tentou explicar o ocorrido para o vendedor. Mas, o vendedor disse que para Toninho ter o barco de volta, ele teria que pagar o valor do mesmo, porque aquele barco agora pertencia à loja. Toninho saiu da loja muito triste, pensando o que fazer para conseguir o seu barco de volta. Decidiu que iria trabalhar muito, até ajuntar o dinheiro e comprar o barco.
E assim Toninho fez. Por vários dias, Toninho trabalhou incessantemente como entregador, limpador de calçadas, etc. Até que um dia, conseguiu ajuntar o dinheiro para comprar o seu barquinho.

Toninho foi apressadamente a loja, com medo de não encontrar o barquinho. Mas... Para a sua alegria, o barco ainda estava lá. Toninho entregou o dinheiro ao vendedor que lhe deu o barco em troca. Toninho, tomou em seus braços o barquinho dando um suspiro aliviado e disse:

- Meu barquinho querido. Você é meu duas vezes. A primeira vez, porque eu te construí e agora a segunda vez porque eu te comprei.

Essa história é semelhante a nossa vida. E poderíamos dizer que somos como aquele barquinho. Um dia, Deus fez o homem com muito amor e carinho, mas a tempestade (pecado), separou o criador da criatura. Mas... Deus, o criador, teve um plano e através de Jesus Cristo, seu filho, Ele pode trazer o homem de volta para os braços do criador.

Muitas pessoas ainda andam longe do criador, mas Deus espera ansiosamente para tomá-lo em seus braços amorosos, porque o preço já foi pago através do sangue de Jesus derramado na cruz por causa dos nossos pecados.

Dona fé e seu incrédulo

Eram dois irmãos: a mulher era chamada por todos de Dona Fé, e seu irmão chamado Senhor Incrédulo.
Mas ,porque receberam estes nomes tão esquisitos?Tudo começou quando ainda eram crianças.
Dona Fé, acreditava em tudo o que as pessoas contavam. Podia até ser uma mentira,acreditava assim mesmo.Seu Incrédulo era ao contrário, não acreditava em nada, tudo para ele era mentira.
Coitada da Dona Fé, era sempre enganada pelo seu irmão o Senhor Incrédulo.
Um dia ele pediu que ela limpasse todo o quintal que era serviço dele, e ele daria a ela um presente.Dona Fé, acordou bem cedinho, e limpou todas as folhas que as árvores tinham deixado cair, e o presente? Claro que o senhor incrédulo não comprou,pois ele não acreditou que Dona Fé iria limpar o quintal.
O tempo passou e começaram a surgir outras diferenças entre os dois. Dona Fé ganhava mais presentes que seu irmão, além disso passeava mais, estava sempre de bom humor e tinha muitos amiguinhos. Conseguiu um bom emprego e ganhava muito bem, e o seu incrédulo? Bom, as coisas não iam muito bem pra ele. Ele não tinha amigos pois não acreditava em amizade sincera, não tinha emprego porque não acreditava que podia passar de ano. Que vida infeliz a do seu incrédulo!
Dona Fé estava preocupada com aquela situação, seu irmão não acreditava nas pessoas e nem nele mesmo. ele não tinha fé. O que ela poderia fazer para ajudá-lo?
Um dia ela ouviu que a fé vem quando ouvimos a Palavra de Deus. – Vou levá-lo a igreja comigo, assim vai ouvir a Palavra de Deus e a fé vai nascer em seu coração.
Mas como ela iria convence-lo a ir a igreja se nada do que ela o dizia acreditava.
Então teve uma idéia: Chamou-o disse:Incrédulo, hoje Jesus vai estar na nossa igreja,vamos lá para você conhecê-lo?
Seu incrédulo soltou uma gargalhada e disse: Ora irmãzinha você só pode estar louca,Jesus vai hoje a sua igreja? Eu não acredito. – Se você não acredita então vamos lá ver.
Seu Incrédulo disse:
- É vou sim, só pra ver a sua cara de boba quando Jesus não aparecer.
Eles foram. Seu incrédulo entrou desconfiado e sentou-se no último banco. O culto começou, as pessoas louvando a Deus, levantando as suas mãos.
Seu incrédulo pensou: Que gente mais boba.
Então seu incrédulo fechou os olhos, estava com sono.
Mas de repente uma criança pegou o microfone e disse: - Jesus está aqui. Todos louvaram a Deus. Seu incrédulo olhou para um lado, olhou para o outro. Onde estaria Jesus que ele não estava vendo?
A menina continuou: Jesus está aqui, não podemos vê-lo mas sentimos seu amor. Olhe ao seu redor todas as pessoas sorridentes que estão aqui. Foram criadas por Deus. Jesus está aqui. Eu creio, quem crê também diga ALELUIA!
Seu incrédulo fechou os olhos pois não acreditava no que estava ouvindo. De repente, sua irmã Dona Fé segurou em suas mãos e disse: Meu irmão, Jesus te ama e quer te salvar, mas você tem que acreditar nEle.Olhe como sou feliz. Eu acredito em Jesus e nas pessoas.Ouça a voz de Deus. Seu incrédulo deu um salto levantou as mãos e disse: - Eu acredito em Jesus!
Bom, até sua irmã não acreditou no que ouvia. Seu irmão estava acreditando em Jesus,ele não era mais um incrédulo.
Quando ouviu a Palavra de Deus a fé germinou em seu coração. Daquele dia em diante ele não era mais o mesmo, sua vida foi mudada, agora ele acreditava nas pessoas.Sabe a primeira coisa que ele fez.Comprou um lindo presente para sua irmã por ter limpado o quintal quando eram crianças.E seu nome?Bem, não era mais Senhor incrédulo, agora ele passou a se chamar Senhor Acredito.
Crianças,podemos semear  fé no coração das pessoas, todas as vezes que falo a Palavra de Deus para alguém, eu estou semeando a fé.Amiguinho vamos ser semeadores de fé?

Apelo:
Amiguinho talvez você esteja igual ao Senhor Incrédulo,ainda não crê em Jesus. Mas Ele existe. Ele cura, Ele salva. Jesus te ama muito e morreu na cruz pra te salvar. Mas não ficou morto,Ele reviveu.Hoje Ele quer morar em seu coraçãozinho. Acredite, a vida é bem melhor com Jesus. 

O piquenique das tartarugas

Uma família de tartarugas decidiu fazer um piquenique. Levaram um dia para preparar o lanche, um dia para chegar ao local escolhido e um dia para ajeitar o local.
Quando iam começar a comer, descobriram que não haviam trazido o sal.
Após longa discussão, a tartaruga mais nova foi escolhida para voltar em casa e pegar o sal, pois era a mais rápida de todas.
Ela lamentou, chorou, e esperneou, mas não teve jeito; finalmente concordou em ir, mas com uma condição: que ninguém comeria até que ela retornasse.
Todos concordaram com sua condição e a pequena tartaruga saiu.
Cinco dias se passaram e a pequena tartaruga não tinha retornado. Ninguém mais aguentava de fome e resolveram comer. Nesta hora a pequena tartaruga saiu de trás de uma árvore e gritou:
- Viu! Eu sabia que vocês não iam me esperar. Agora que eu não vou mesmo buscar o sal.
Regozijo-me porque em tudo
tenho confiançaem vós.
II Corintios7.16


Purificação diária



Jean Rasmussen
Recentemente, no departamento de juniores da nossa Escola Dominical, foi dado um convite para aceitar Cristo  como Salvador, várias crianças levantaram as mãos. O superintendente pediu que os professores conversassem com as crianças decididos durante  o período da lição.  Ao conversar com as crianças da minha classe, descobri que  três ou quatro que tinham levantado a mão já haviam feito decisão em outra  ocasião.
Esta é uma coisa que acontece muita vezes em campanhas de crianças e classes de Boas Novas, e não é difícil  saber porquê. Nós damos ênfase ao evangelho e à necessidade de receber Cristo como Salvador – o que está certo e deve Ter o primeiro lugar no nosso ensino. Mas, esquecemos que  cada criança decidida precisa ouvir um lição sobre a confissão de pecados. A  criança salva muitas vezes não sabe o que fazer. Ela sabe que fez coisas erradas depois de receber Jesus como Salvador, e pensa que precisa recebê-lo novamente. O objetivo desta lição é  ensinar a confissão de pecado cometido depois de possuir a salvação.
Visuais:
Leve para a classe os seguintes objetos: aparelhos de gilete, um sabonete, escova de dentes, pano de chão ou artigos de limpeza.(Se o professor preferir, poderá colocar no flanelógrafo figuras para representar os artigos de limpeza).
Cântico sugerido: “Coração limpo”, do cânticos da salvação para crianças vol. ll n*6.
Quando papai se levanta de manhã, qual é uma das primeiras coisas que ele faz?(mostre o aparelho de gilete). Mas, você já notou que, na hora do jantar, à noite,  a barba do papai está  começando a aparecer novamente?
Às vezes, talvez mamãe diga : Bem, acho que você precisa fazer a barba antes de sairmos para jantar”. Seu pai precisa fazer a barba diariamente, senão ele ficará barbudo.
Você já se mudou para um casa suja? Ao  entrar na nova casa,  mamãe limpou os armários antes de guardar a louça. Também ela lavou o chão.(Mostre o pano de chão). Com certeza ela passou cera e fez muitas outras coisas também. Mas, você  já notou que quase cada dia mamãe fica fazendo limpeza? Quando a casa fica  suja, a gente não  se   muda para um outro lugar. Não, limpamos a casa, e ele fica brilhando novamente.
Você tem uma limpeza que precisa fazer diariamente, também, e talvez várias vezes por dia. (Mostre o sabonente  e escova  de dentes). Mamãe diz: “Escove os dentes e lave o rosto e as mãos”. Imagine como seu rosto ia ficar se você não o lavasse.
Quase todo mundo quer ser limpo: papai faz a barba, mamãe limpa a casa, as crianças lavam o rosto e as mãos, e escovam os dentes. Mas tudo isto é do lado  de fora. Mais importante ainda é sermos limpos de lado de dentro.
Quando você recebeu o Senhor Jesus como Salvador, seu sangue lavou seu coração e o purificou de todo o pecado. Mas, será que você nunca mais fez coisa errada depois de convidar Jesus para morar em seu coração? Sim, todos nós precisamos ser purificados vez após vez. Assim como a limpeza de casa e a lavagem do nosso corpo, precisam ser feitos cada dia,  devemos ir a Deus diariamente e pedir que Ele nos perdoe os nossos pecados e nos purifique.(Repita l João 1:9).
Para  Ter um rosto limpo, você  precisa de duas coisas: Água e sabonete. E precisamos de duas coisas para  nos manter limpos do lado de dentro: a Biblia, que nos diz o que  Deus  quer que façamos, e a oração. Ao orarmos,  confessamos a Deus as coisas erradas que fizemos e pedimos que Ele nos ajude a agradá-lo em tudo.
Se seu pai deixar de fazer a barba não levará muitos dias para as pessoas notarem a diferença nele. Se sua mãe deixasse a casa sem limpeza, também  não ia demorar para a casa ficar em desordem e suja. Seu rosto e suas mãos simplesmente não permanecerão limpos se você não os lavar. Mas, lembre-se, a limpeza do lado de  dentro é  muito mais importante.
Não devemos deixar passar nem um dia sequer sem ler a Biblia e falar com Deus, se realmente queremos ser limpos; diante de Deus. Todas as pessoas em sua  casa têm alguma responsabilidade quanto a se manter limpo do lado de fora. E cada um precisa, também, diariamente, da purificação que Deus  faz  em nosso coração.
Nós  somente precisamos receber Jesus como  nosso Salvador uma vez, porque Ele vem morar em nosso coração. Mas devemos confessar-lhe nosso pecado cada dia. Logo que você perceber que fez uma coisa errada, deve recorrer imediatamente a Jesus  a pedir-lhe perdão. É assim que poderemos manter nosso coração limpo. Queremos que ele seja, limpo, porque o Senhor Jesus faz  lá o  seu lar.


História o Sapinho Renê

Esse Sapinho serve para contar a história do Sapinho René,
pois ensina a obedecer nossos pais!!!

versículo:
“(...) filhos, obedecei em tudo a vossos pais”. Colossenses 3:20

O Sapinho René

- Croach, croach - , tudo bem com vocês? (croach, croach) Meu nome é René, e eu sou um sapinho, eh eh eh ehe...(croach, croach)
-Bom, estou aqui porque quero contar para vocês que, ano passado, eu não era um sapinho obediente, era levado e não obedecia meus pais (croach, croach). Minha mamãe ficava triste por eu ser desobediente, meu papai ficava bravo comigo e eu, claro, ficava triste. Foi quando tudo o que eu vou contar para vocês, me aconteceu: mamãe me chamou e disse que estava na hora do meu banho, eu não queria tomar banho e foi aí que eu pensei: " Se eu fugir, não terei mais que tomar banho e nem obedecer a mais ninguém!"

Aí, então, eu fugi, andei muito, encontrei outros sapinhos e brinquei o dia todo (croach, croach).
Só que quando anoiteceu, eles, os meus amiguinhos, foram para casa e eu fiquei sozinho (buááááááá), num lugar estranho e o pior, sem ter para onde ir, e sem saber o que fazer (snif). Eu queria voltar para casa, mas estava perdido! (buáááááááá), com frio, com fome, ai, eu estava triste, chorei muito (croach, croach), mas ninguém me dava atenção. Pensei na minha mamãe, no meu papai, nos meus irmãos e irmãs, na minha casa e na cama quentinha, aí crianças, deu uma saudade....
Me arrependi tanto de ter sido desobediente, de não ter feito o que os meus pais pediram, afinal, eles só queriam o meu bem, vocês não acham?

Aí me sentei na pedra do rio e com medo chorei muito (buáááááá), lembrei então de fazer uma oração, pedindo a Deus que me ajudasse a voltar para casa, eu estava muito arrependido. E pouco tempo depois eu ouvi uns coaxar! Gente! Era os meus pais me chamando, eles estavam procurando por mim! Eu fiquei tão feliz! (croach, croach). Agradeci muito a Deus pela ajuda e os abracei forte e os beijei muito, ehehehe, croach, croach.

À partir daquele dia, prometi ser um bom filho, quer dizer, sapinho bom e obediente e nunca mais quis fugir de casa e nem desobedecer os meus pais.
Crianças!

Vocês também devem obedecer os seus pais, procurem ser bons, pois eles só querem o nosso bem, o melhor para seus filhinhos.
Tchau crianças (croach, croach), foi um prazer estar com vocês!"

Fiz um cenário com caixa de papelão.
Coloquei flores,folhas. Ficou bem legal.
Fiz um fantoche de sapinho.
E para a atividades, pode-se colar eenfeitar o sapinho, usando palito de picolé, fita de tnt, fazer gravatinha de tnt, colocar olhos em posições diferentes. Usei papel cartão verde.

A Luva Lulu

A Luva Lulu estava muito triste, pois não encontrava ninguém que a preenchesse. Ela era tão murchinha Tão murchinha! Resolveu então, pegar as malas e partir à procura de seu dono.
Ia Lulu muito ansiosa pelo caminho, quando avistou ao longe uma casa de fazenda. Pensou consigo:
Vou até lá para ver se encontro alguém que se pareça comigo.
Já a caminho, veja só quem Lulu encontrou:
__ Que bom encontrar você, galinha, disse Lulu toda sorridente.
__ Que você quer de mim? Nunca a vi antes, nem a conheço!
__ Quantos dedos você tem galinha?
__ Bom, deixe-me ver: um, dois, três... e mais um atrás.
__ Só quatro dedos! Hum, mesmo assim, não me custa tentar. Será que você poderia colocá-los em mim?
Apesar do esforço das duas, nada conseguiram. Assim, Lulu partiu tão triste e pensando consigo : Acho que nunca encontrarei meu dono.
Sempre olhando para a casa da fazenda, a luva Lulu prossegue sua viagem,quando de repente é atropelada por um porquinho que fugia.
__ Espere, seu porquinho, quero falar com você. É muito importante. Será que eu poderia dar uma olhada no seu pé?
E o porquinho, meio encabulado, levantou o pé como a Luva pediu.
Lulu ficou tão decepcionada! O pé era grande e tinha duas unhas horríveis e sujas. Mas como Lulu não queria desistir, pediu que seu porco tentasse colocar o pé nela.
Sabem o que aconteceu? Lulu ficou toda suja de lama. O pé do porco não lhe serviu e ela partiu sem esperança.
Chegando bem perto da casa, adivinhe quem veio receber Lulu? Foi o guarda da fazenda, um cachorro grande e que metia muito medo.
__ Quem é você? Eu não posso deixar nenhum estranho entrar aqui. Vá embora, disse o cachorro.
Lulu quase nem podia falar de tanto medo: Quan... quantos a de... dedos você tem?
__ Dedos? Você está brincando comigo? Respondeu o cachorro.
__ Preciso de alguém com cinco dedos para preencher-me. Eu sou vazia e muito infeliz.
E o cachorro, que não era tão mau, ficou com tanta peninha de Lulu que tentou colocar os pés nela. Mas a
tentativa foi em vão __ o cachorro só tinha quatro dedos.
A última esperança de Lulu era que alguém da casa pudesse recebê-la. Corajosamente bateu à porta e bem quietinha ficou, esperando alguém aparecer.
Foi então, que Pedrinho abriu a porta e viu Lulu.
__ Oba! Ganhei uma luva! Serve exatamente em mim. Com esse frio era a única coisa que eu precisava.
Pedrinho lavou Lulu e não mais a tirou das mãos.
E ela toda feliz, pensou: “Até que enfim encontrei aquele que me preenchesse!”.
Somos como a Luva Lulu que precisava de alguém para preenchê-la.
Muitas vezes nos sentimos tristes, porque somos vazios por dentro. Procuramos fazer muitas coisas para
alegrar-nos, mas elas não nos preenchem. Continuamos murchinhos.
Assim como os pés da galinha, do porco e do cachorro não cabiam na Luva Lulu, também as muitas coisas que tentamos fazer não cabem dentro de nós.
Só há uma pessoa que pode preencher e alegrar você. Na verdade, você foi feito parecido com Ele, para que
Ele viesse morar em você. Essa pessoa é Deus.
A luvinha procurou alguém que a preenchesse, e achou. Se você buscar a Deus também O encontrará.
Se você O chamar Ele entrará no seu coração. Vamos chamá-Lo agora?
__ ó Senhor Jesus! Quero que você entre em mim.
Assim você nunca mais será vazio.




Obediência aos Pais


Versículo principal: 6.1-2
Tema: Doutrina
Introdução: Uma coisa que todas as pessoas gostam é de liberdade.Queremos fazer tudo o que quisermos:
Como é chato quando estamos numa brincadeira super divertida e nossos pais nos chama para ir dormir, ou tomar banho.
Quando nós nascemos nós precisamos dos pais para tudo é para comer, para ficar limpinho. Só que é só crescer um pouquinho que a gente já quer fazer tudo sozinhos, mas, tem sempre alguém para atrapalhar e nós lembrar que continuamos precisando deles para muitas coisas.
Por mais que a gente já consiga comer sozinhos nós precisamos de nossos pais para fazer a comida, tudo bem que nós já sabemos tomar banho sozinho, mais se não é os pais nos avisar que ta na hora agente pode ficar semanas e semanas sem lembrar-se de tomar banho.
Nós podemos usar uma pipa para falar de liberdades (levar uma pipa simples de papel). A liberdade dela está no fato de estar presa a uma linha e uma pessoa – se nos a soltarmos da mão ela se perdera. Assim somos nós, agente é livre mais dependemos das pessoas que cuidam de nós.
Precisamos ter muito cuidado porque tem muitas pessoas querendo cortar a linha de nossa pipa para que venhamos a cair e nós perder. Os pais nós protege desse perigo. Por isso temos que sempre confiar neles e contar a eles tudo o que nós acontecemos.
Os pais também precisam saber que aos poucos devem dar linha à Pipa, se não ela arrebenta e não consegue mai fazer os malabarismos. Isso significa que conforme vamos crescendo eles vão nós dando mais liberdade mais com isso também temos mais responsabilidades.
Apelo :
Em João 3.8, a Bíblia diz que a pessoa que nasce de novo é como o vento que não sabe de onde vem, nem para onde vai. O que a Bíblia está dizendo é que a criança precisa deixar que Jesus conduza a sua vida, que Jesus dirija a sua vida. Quem está aqui o hoje é quer deixar que cristo conduza a sua vida. ( vamos orar)


O uso da língua



Texto: Salmos 19.14
Tema: Vida Cristã
Material necessários duas boca de Eva aberta colocar pelo lado de dentro um saco . dentro de um saco colocar palavras como sal, pimenta, cebola, limão e lixo.Na outra colocar balas
Introdução: o que devemos fazer para ter uma boca limpa ( resposta escovar o dente)
E quando não dá para escovar da pra disfarçar com uma bala bem gostosa. Mas nem todos se preocupam com o que sai da boca.
Deus fez a nossa boca para que nós falemos coisas boas palavras que abençoem as pessoas, que confortem que encorajem que animem, mas nem sempre é assim.
Lixo : É  nisso que  transformamos nossa boca quando , abrimos para falar bobagens, besteiras, palavras feias e mentiras. Quando nós abrimos nossa boca para cantar dela deve sair o perfeito louvor, vocês acham que sai coisa boa da sua boca quando você canta é as cachorras.
Pimenta – Pimenta nos lembra aquelas palavras picantes que soltamos fofocas que fazemos dos outros, palavra com duplo sentido.
Cebola –  o que acontece quando se descasca uma cebola ?
Existem pessoas que quando abrem a boca faz pessoas chorarem.
Sal – Dizem que antigamente quando a pessoa se feria, as pessoas colocavam sal na ferida para o sangue parar de sair mais doía muito. O sal lembra de pessoas que quando nós vê triste vem e joga uma palavra que faz doer muito mais.
Limão – quem já ouviu uma pessoa que é como o limão ela é amarga. Não agradece ninguém por nada vive recamando. Por exemplo, a mãe fala – menino vai escovar o dente.
E ele responde:
De novo mãe tem que escovar todo dia, você nem pode esperar eu já ia sozinho, aquela pasta é muito amarga e a água que água mais fria e molhada.
A vocês dizem irmã mais eu to fazendo tudo errado o que eu devo falar que é certo.
Pega a boca com balas e deixa cada um por a mão e pegar uma e diz:
A palavra que sai da nossa boca de ser doce como essas balas:
Apelo:   A Bíblia diz que a boca fala do que o coração está cheio. Os devemos pensar o que estamos colocando em nosso coração para que saia da nossa boca tanta coisa ruim?
Se você está aqui hoje e não deixou ainda Jesus entrar em seu coração vem aqui que nós vamos orar.  Agora se você já deixou Jesus entrar em seu coração mais ele está com pouco espaço para trabalhar nele por que seu coração está cheio de coisas ruim vem aqui que vou orar por você.



Criança você tem o valor

Objetivo: Doutrinário
Texto: 1 Coríntios 12.12- 26
Material: Quebra Cabeça ( esconde uma peça do cantinho)
Mensagem: vocês estão vendo este quebra cabeça vocês podem me ajudar a montar ?
Você estão vendo que está faltando uma peça , sem essa peça ele está completo ?
Você é semelhante a está peça que está faltando. Por que você é importante e faz muita falta. Quando você não vem para Igreja você faz falta, quando vai passar as férias na casa de um parente lá na sua casa as pessoas sentem a sua falta, e na escola os professores e amiguinhos sentem sua falta quando você não está lá. Sem você esses lugares não estão completos.
Apelo para a criança não salva
Você sabe quem mais sente sua falta é Jesus ele te fez mais por causa do pecado ele hoje está longe de você. Você quer aceitar a Jesus para ele poder  ficar bem pertinho de você nos seu coração.
Apelo para criança salva
Sabe quem vem na igreja quase todo domingo ( deixe que levantem as mãos)
Mesmo que você venha na igreja todo domingo Jesus sente sua falta por que quando você vem para igreja, você não fala com ele (oração) . Só fica correndo e não escuta quando ele fala com você através dos servos dele.
Vamos orar e prometer que partir de hoje quando entrar na casa dele você vai ficar quietinho pra ouvir a voz de Jesus.




 A casa a Rocha e a na areia


Quem aqui já ouviu falar da historia dos três porquinhos, um constrói a casa de palha o outro de madeira , e outro fez de tijolos. Só a que sobrou foi a de tijolo.
Essa historia parece muito com uma historia da Bíblia que conta de dois homens um construiu a casa na areia e o outro na Rocha.
Vocês  podem saber o final da história é só lembrar quando vamos na praia e construímos um lindo castelinho de areia e ai vem a onda e a derruba.
O mais inteligente, ou seja, o sábio é o que construiu a casa na rocha que veio problemas ondas e tempestades e a casa ficou no mesmo lugar.

 Como Conversamos com Deus
  

Texto: Lucas 11.13
Tema: Doutrinário
Material: necessário um Celular e alguns objetos escondidos.
Introdução : Hoje eu quero falar sobre oração.
Orar é falar com Deus. É depender de Deus para o que nós prescisamos. Jesus disse que nós deveríamos pedir e que Deus nos atenderia. Jesus disse que nós deveríamos pedir e que Deus nós prescisamos. Jesus disse que nós deveríamos pedir e Deus nos atenderia. Deus sempre responde dizendo “ sim” as vezes ele responde “ não” as vezes ele diz “ espere um pouco”, pois não estamos prontos para receber o que pedimos naquele momento.
Mas o que é a oração? Este celular vai nos ajudar a entender um pouquinho. Quando a gente liga agente fala com a pessoa que queremos mais não conseguimos ver ela. Também quando oramos nos falamos com Deus mais nós não o vemos, mais temos a certeza que ele ouve isso é ter ( fé).
Nós podemos pedir o que quizer mais Deus não responde quando agente pedi coisas ruins.


 Cristo apaga os pecados

Texto: João 1.29
Objetivo : Evangelístico
Material necessário: Lápis, borracha e papel.
Mensagem: Veja está folha de papel. Ela está limpa?
Sabe crianças nossa vida parece essa folha. Quando Deus nos criou nós éramos limpos, puros. Mas começamos a fazer muitas coisas erradas. (Risque o papel) e o que era limpo ficou sujo. Só que Jesus pode nós limpar. (apague os riscos com a borracha)
Nós parecemos o papel. Os rabiscos e o lápis parecem o pecado e Jeus parece esta borracha.


















You Might Also Like

0 comentários

Seu comentário é muito importante, retribuo visitas e cometários.

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Uma foto no Flickr
Uma foto no Flickr
Uma foto no Flickr